Hezbollah está operando na Síria armas que não deveria ter, como o TOS-1, um blindado para destruição de bunkers com mísseis termobáricos.

TOS-1A blindado lançador de mísseis termobáricos russo.

Logo de cara, mesmo antes de você compreender do que se trata: são estes mísseis termobáricos uma ameaça contra as cidades de Israel? Não. Não são. Trata-se de armamento de combate aproximado com alcance de 500 até 3.500 metros para o modelo 1 e até 1.600 a 10.000 metros para o modelo 1A.

Uma arma termobárica é uma que cria, antes da explosão uma mistura gás-ar e em seguida a detona, causando uma explosão que além de extremamente violenta, absorve e utiliza todo o oxigênio da região do alvo, primeiro puxando tudo para o ponto de ignição e depois lançando tudo o como chamas para fora. Imagine uma bomba que incendeie o ar na região do alvo e você terá uma imagem bastante precisa do que é. A Rússia testou o TOS-1 já em sua Guerra do Afeganistão e os EUA utilizaram bombas termobáricas não só para caçar a Al Qaeda nas cavernas do Afeganistão, mas também contra o imenso comboio de tropas iraquianas que estava abandonando o Kuwait na Primeira Guerra do Golfo.

TOS-1A blindado lançador de mísseis termobáricos russo.

Em pelo menos uma das fotos das unidades de lançamento de foguetes do exército iraquiano na Batalha de Mossul, contra o Estado Islâmico, pode-se ver entre oito caminhões com mísseis Grad convencionais, um TOS-1, comprovando que foi utilizado recentemente em combate no Iraque. A Arábia Saudita possui um acordo já de alguns anos atrás com a Rússia para a produção local desde blindado e seus mísseis, mas não se sabe se foi implementado.

O TSO-1 usa um chassi de tanque T-72 sobre o qual é montado um enorme lançador com 30 mísseis de 220 mm de diâmetro que podem ser disparados, todos em apenas 15 segundos, se necessário. O disparo e alvos são controlados por computador.

É uma arma para aniquilação de soldados em fortificações e bunkers e vai causar um estrago muito grande nas posições do Estado Islâmico. Sua posse pelo Hezbollah apenas indica que os helicópteros Apache de Israel tem um novo alvo prioritário em caso de uma próxima guerra contra o grupo terrorista xiita libanês.

José Roitberg
About José Roitberg 302 Articles
Jornalista, professor sobre o Holocausto formado no Yad Vashem e pesquisador sobre a história dos judeus e do Rio de Janeiro.

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*