Teleférico em cabos sobre a Cidade Velha de Jerusalém. Quem quer isso?

O Kotel poderá ficar assim daqui a três anos

Alguns estão chamando de futuro. Outros de incremento ao turismo. Ainda  há os que chamam de ‘Disneyficação’ de Jerusalém. O fato que há um projeto real em andamento que promete ser o mais polêmico já realizado na Cidade Velha.

Seria um sistema de bondinhos para 10 passageiros que faria um trajeto de 1,4 km atravessando o Vale do Hinnon (passando sobre o cemitério), passando sobre o Muro Ocidental e nem importa onde terminaria. Estão previstas 4 estações ao preço de uma passagem de ônibus.
Quem quer isto, evidentemente são os empresários que estão a fim de ganhar dinheiro com esta aberração.

Nós, de Menorah, estamos contra, desde já. Não podemos imaginar, macular aquele céu mágico sobre a Cidade Velha com cabos escuros em toda a sua extensão e bondinhos o dia inteiro para lá e para cá. Nunca mais haveria a contemplação do Muro, da Esplanada, da linha de contorno das edificações da cidade, com cabos e torres no meio de tudo, passando exatamente pelos pontos principais.

Há coisas que devem ser feitas numa cidade, há coisas que podem ser feitas numa cidade e há coisas que precisam ser impedidas de acontecer numa cidade. O teleférico de Jerusalém a algo a ser impedido politicamente. Que o prefeito Barkat olhe para os céus, colha sua inspiração e engavete esta aberração, apesar de uma comissão ministerial ter dado sinal verde.

José Roitberg
About José Roitberg 323 Articles

Jornalista, professor sobre o Holocausto formado no Yad Vashem e pesquisador sobre a história dos judeus e do Rio de Janeiro.

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*