JERUSALÉM II

Ronaldo Gomlevsky diante da menorá dourada, peça guardada no museu do Terceiro Templo e que será utilizada da forma como manda a bíblia no momento em que aquela casa de Deus for construída.

Será no dia 19 deste mês de dezembro, portanto daqui a duas semanas que vamos apresentar no Clube Israelita Brasileiro, às dezenove horas, o filme que realizamos ‘in loco’ sobre a história moderna de Jerusalém.
Como tira gosto, vou logo dando notícia da excepcional entrevista que nos foi concedida com exclusividade por Jacob Dolinger, advogado carioca que tanta falta nos faz, hoje residente em Israel, que dá início e consistência sensacional ao nosso trabalho.

Dolinger conta parte da história da cidade de David de uma forma tão peculiar e interessante que ficará marcada nas mentes e nos corações dos presentes.

Outra entrevista fantástica que obtivemos aconteceu com o general do Exército de Defesa de Israel que foi incumbido pelo Mossad, logo nos dois primeiros dias da Guerra dos Seis Dias, da missão de encontrar os Manuscritos do Mar Morto. E, encontrou, trazendo o achado para Jerusalém.

O homem conta a história de seu encontro com o antiquário jordaniano que insistia em negar a posse dos documentos, mas quando foi levado com seu filho para o interior do Estado Judeu e depois de alguma ‘ boa conversa’ acabou por vender a relíquia para as autoridades israelenses.

Outro lance inédito que você vai assistir em nosso filme, trata-se do Museu do Terceiro Templo.

Diante das peças confeccionadas em dourado que ornamentarão o Terceiro Templo, o rabino que administra o acervo deste inusitado museu do futuro, faz considerações explosivas sobre as razões equivalentes ao tempo de Sodoma e Gomorra que deram origem ao Holocausto ocorrido durante a ocupação nazista da Europa entre os anos de 1939 e 1945 do século passado.

Imperdível e nauseante!!!

Ninguém pode deixar de assistir a fala do General que comandou as tropas do IDF na conquista de Jerusalém, em 1967, tendo um desempenho digno de Josué contra os cananeus, ao bater os jordanianos, no mesmo Vale do Ayalon, “apenas” 3.500 anos após, como conta a Bíblia, a paralisação do sol e da lua, na única vez em que o Deus de Israel, atendeu a ordenação de um ser humano.

Além das histórias fantásticas com tradução em português e realizada por Jayme Fucs Bar que você terá a oportunidade de conhecer, ainda há as paisagens de Jerusalém, o velho mercado árabe, o Muro das Lamentações e tanta coisa interessante que vale, de verdade, a pena, dar uma passada no CIB, em 19 deste dezembro, às sete da noite, com entrada franca e aproveitar um trabalho inédito e exclusivo que você certamente jamais viu e, muito menos teve conhecimento de algo parecido.

Após os debates e a apresentação do filme, nosso querido Miro, o presidente do Clube Israelita Brasileiro, ameaça os presentes com um delicioso serviço de salgadinhos com guaraná e coca cola.

Enfim, Israel deve devolver Jerusalém para os palestinos? Para os Jordanianos? Deve dividir a cidade de novo?

Venha e traga a sua ideia sobre o assunto!

Espero por você no CIB.

Preste atenção. Não é amanhã. Nem será na próxima terça-feira.
Acontecerá, sim, no dia 19 de dezembro, dentro de duas terças-feiras, às dezenove horas no CIB.
Um forte abraço e nos vemos lá!

Ronaldo Gomlevsky

Ronaldo Gomlevsky
About Ronaldo Gomlevsky 111 Articles

Ronaldo Gomlevsky é jornalista, advogado e empresário.

2 Comentários

  1. Bom dia Sr. Ronaldo! Esse filme será postado mais no YouTube? Sou do RJ mas morando atualmente em Campina Grande Paraíba
    Não sou israelense e nem judia,tenho outra crença mas gosto e me interesso pela história do povo judeu.
    Fico no aguardo, obrigada

    Att
    Rita Ramalho

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*